5 cidades para visitar no inverno

Ontem o inverno chegou com tudo! Pelo menos aqui no sul, o inverno já começou há duas semanas. As temperaturas caíram, e teve cidade aqui em Santa Catarina que chegou a nevar. E nesse clima de friozinho, chocolate quente e coberta, trouxe pra vocês 5 cidades para visitarem no inverno. Eu sei que é dificil sair da própria coberta para conhecer um lugar que provavelmente será mais fria que a sua cidade mas vale a pena. Inverno é uma estação linda, principalmente quando o sol+frio se unem com o céu azul.

1 – GRAMADO

Uma das cidades mais conhecidas nos roteiros de inverno, a queridinha Gramado está no topo da lista. Não por ser a mais linda mas porque eu já visitei. E vale muito a pena! A cidade é linda, as atrações turísticas também. O preço de lá é um pouco salgado como qualquer cidade turística mas vale a pena conhecer. Minhas sugestões são: Snowland (principalmente se você nunca viu neve!), tomar chocolate quente na Lugano, Museu de Cera, Bar de Motos e a pizzaria Cara de Mau. Também existem vários restaurantes que oferecem fondue e são uma delícia.

2 – CANELA

Já que já citamos Gramado, vamos esticar até Canela. É praticamente do lado e tem uma das igrejas mais bonitas que já conheci, é lá que existe uma rua com guarda chuvas pendurados, bem bonita. A cidade abriga a mais alta cascata do Rio Grande do Sul, a Cascata Caracol.

3 – CAMPOS DO JORDÃO

Um cidade romântica e cheia de amor. Lá existe arquitetura ao estilo alpino, com vários restaurantes aconchegantes e uma das cidades mais frias do estado de São Paulo. Além de ser uma cidade que você possa comemorar o aniversário de namoro, também pode combinar de viajar com os amigos pois lá a vida noturna é agitada.

4 – SÃO JOAQUIM

Essa é uma das cidades que ta na minha lista para eu conhecer por ser perto de onde eu moro. Lá existem vários relatos sobre neve, o que torna a vontade de ir ainda maior. Eu já vi neve, mas fora do Brasil e gostaria de ver no meu país natal! É cercada de natureza e existem muitos pontos para você visitar, como a Pedra Furada e a Serra do Rio do Rastro, e muitas vinícolas.

5 – MONTE VERDE

Nas minhas pesquisas foi uma das que me chamou a atenção, uma cidade de Minas Gerais. Quando eu visitei Minas (você pode ver os posts da minha viagem mineira clicando aqui) o calor estava sempre presente, então imaginar Minas Gerais fria na minha cabeça é difícil! Monte Verde é uma cidade em meio as montanhas, com atrações em meio a natureza como tirolesa, passeio a cavalo, trekking e arvorismo. Tem um grande mercado de queijos, artesanatos e doces!

Agora é só preparar a mala com casacos, luvas e cachecol e programar para onde você vai!

1 beijo e boa quinta gelada!

Dias de glória na vida de gigante

Bom, como todos que já me viram uma vez na vida sabem, eu sou muito alta. Sim, muito alta. A primeira coisa que você vai pensar quando me ver é “nossa como você é alta!” e em 90% das vezes você vai verbalizar isso, mas tudo bem, porque eu já estou acostumada. Se você quiser entender um pouco do que passo clique aqui e aqui!

E em meio a essa ~ vida de gigante ~ encontro alguns mini desafios diários. Encontrar sapatos (esse é o item do armário que eu mais me decepciono em encontrar para o meu pé de anjo), calças, roupas em geral, as vezes é bem difícil. Minhas pernas são longas e meus braços também, então sempre fica curto. Sempre! Casacos, camisetas, calças, ainda mais com a volta da cigarreti, aí sim as calças estão bem curtas para mim. Por muitas vezes, tenho que comprar 1 ou 2 números maiores que o meu e mandar apertar. Um saco, confesso.

Mas hoje, eu trago uma experiência boa! Aquele famoso lema: dias de luta, dias de glória!

No sábado passado (10/07) eu fui para Jaraguá do Sul dar uma volta no shopping. E para a minha alegria, abriu loja física da Youcom lá. Eu já acompanhava a loja pelas redes sociais, e babava pelas peças deles na loja virtual. Mas devido as minhas frustrações, eu nunca havia comprado nada, por medo de não servir (eu sei que se não serve, tenho direito de troca mas da uma preguicinha). E resolvi entrar.

E me apaixonei por duas peças. Uma calça de cintura alta e um moletom. Pega as peças, respira, torce. Entra no provador, e prova. Primeira tentativa: a calça não entrou, as vezes acontece né? hahaha já me desespero, porque penso que dificilmente vai ter um número maior. Tem! Provo, e serve, e eu amo. Não tive que ficar puxando pra baixo, ou tentando me convencer que “laceia”. Agora na hora de provar o moletom, foi amor a primeira vista. Ele serviu e ficou grandinho do jeito que eu gosto, não gosto de nada apertado e agarrado. E depois de muito tempo, comprei um moletom que não fica curto ou muito masculinizado. E sai, toda feliz, com duas peças que me serviram (com vários boletinhos pra pagar, mas isso é só um detalhe).

Aqui está o moletom que eu levei, a calça ainda não bati fotinho mas assim que eu fizer coloco um edit aqui:

Fiquei encantada com as peças, uma das coisas que eu mais gosto nas roupas dessa loja é porque as roupas são, em sua grande maioria, unissex. Não é separado em feminino ou masculino pela loja, claro que tem cosias que são de modelagens diferentes, por exemplo as calças. Mas a maioria das coisas tanto eu, quanto meu namorado podemos usar. Até os provadores não são divididos por gêneros!

Tem alguma leitora do Cabide que é alta também? Onde vocês compram roupas? Me deixem dicas, vamos nos ajudar! <3

Bordados por onde passa

Eu sempre penso como eu gostaria de guardar as lembranças de uma viagem. Vídeos, fotos, bilhetes ou talvez folhetos que eu possa ter acumulado durante o trip. Ano passado encontrei uma forma bem legal de gravar isso, com ilustrações (confira aqui) e me apaixonei! Mas essa semana me deparei com uma forma muita linda e diferente, com bordado. Sim! A designer Teresa Lim borda arte em pequenos bastidores para lembrar das cidades que conheceu. Vejam que trabalho lindo:

O projeto dela se chama Sew Wanderlust, e ela borda as paisagens e cenários pelos quais se apaixona. É simplesmente único essa forma de registrar, eu tô apaixonada!

Queria eu ter o dom de bordar ou fazer algo diferente. Como você coleciona as memórias de viagem?

1 beijo e até quinta que vem!

 

Mochilão que cabe no bolso

O final do mês me inspirou pra escrever o post da semana. E vim trazer a lista que o Hypeness fez dos 10 destinos mais baratos para mochilar! Eu nunca mochilei, mas tá na lista das coisas para fazer antes dos 30.

Um dos lugares mais conhecidos por não ser muito caro é a Ásia. Uma das cidades famosas por possuir menor custo é a Katmandu, capital do Nepal. E pasmem, a moeda do país vale US$0,01.

Abaixo, segua a lista:

1 . Tailândia 

A Tailândia é definitivamente o destino ideal para mochileiros universitários que procuram um lugar com uma cultura rica e localização acessível, além da culinária exótica. Entre comida e hospedagem você gasta em torno de US$ 20 por dia.

2 . Nepal

Rico em cultura asiática clássica e natureza tropical, o Trekking na zona rural subdesenvolvida é um dos pontos mais chamativos do Nepal. Além disso, tem templos sagrados maravilhosos. Uma rúpia nepalesa vale aproximadamente US$ 0,01.

3 . Índia

Mochilar na Índia é fácil e barato. A desigualdade de rendimentos faz com que a moeda seja baixa, onde uma rúpia equivale cerca de US$ 0,02.

4 . Sri Lanka

Colombo, a capital comercial do Sri Lana, é a cidade mais popular para se visitar. Grande e impressionantes estátuas se destacam entre as atrações turísticas. Melhor que isso é a moeda local, pois uma rúpia do Sri-Lanka em torno de US$ 0,01.

5 . Indonésia

Lindas praias, selvas e elefantes são o que mais chamam a atenção no país. Além disso, você pode praticar Yoga, surf, mergulho e pesca nos cristalinos mares verdes. Com US$ 1 você consegue 11 mil rúpias indonésias.

6 . Nicarágua

Entre Granada, com seus edifícios coloniais, e Laguna de Apoyo, um lago vulcânico na cidade chamada Masaya, a diversidade é o ponto alto do país. Os melhores meses para se viajar é entre dezembro e fevereiro.

7 . Peru

Destino típico de mochileiros, Peru reserva muitos encantos, que vão além das trilhas para Machu Picchu. Lima é uma cidade completa, com praia e metrópole, e uma road trip pelo país também é uma boa pedida.

8 . Turquia

Paisagens espetaculares, pouco gasto para comer e portas abertas para entrar são o ponto forte da Turquia, que possui a mistura perfeita entre as culturas ocidental e oriental.

9 . Albânia

Se a Itália e Grécia são muito caras para você viajar , a Albânia é uma boa alternativa. Com ricos patrimônios arquitetônicos e culturais, o destaque é ir até Monte Dajti para se ter vista uma fantástica. Dhermi ou Jala Beach agrada os que preferem praia e sol.

10 . Costa Rica

Cercada de vulcões, parques nacionais, animais selvagens, lagos puros, mar azul e praias douradas, o Caribe pode oferecer um custo relativamente baixo, e nisso a Costa Rica se encaixa às suas expectativas econômicas. Não esqueça jamais da roupa de banho, pois além de praias, essa cidade tem muitas cachoeiras, poços naturais e fontes termais naturais.

Fonte: Hypeness

Vocês já mochilaram por aí? Conta pra gente a experiência de vocês!

Intercâmbio em Malta!

“Eu queria tanto fazer um intercâmbio para a Europa”

“É mesmo?”

“Sim, mas se eu quiser aprender inglês, só tem Londres ou Dublin”

EI, NÃO. PERA. Tem mais! Isso mesmo, você já ouviu falar em Malta? Não? Então a gente precisa falar sobre este lugar. Malta é uma ilha paradisíaca na Europa. Sabe o Mar Mediterrâneo? Situada nas águas cristalinas dele, está esse destino. Com um custo-benefício ótimo e um conteúdo enriquecedor. Malta tem como língua nativa o inglês, mas lá também é falado o maltês que é a língua local.

Uma das coisas que achei interessante de ler, é que a população local é bem simpática com os turistas, o que traz um pouco de “segurança” quando vamos morar em um lugar novo, não é mesmo? Por mais que é um destino “novo”, e quando digo “novo” é porque agora que está fazendo sucesso como destino de ensino, mesmo assim Malta oferece excelentes escolas, muitas delas de redes mundiais!

Outro ponto, positivíssimo, é que Malta é lindo pra xuxu! Sério, que lugar. As paisagens dão um clima maravilhoso, e provavelmente suas fotos ficarão maravilhosas também. Por estar localizada entre alguns famosos países como Egito, Grécia e Itália, a ilha foi alvo de grandes disputas nos períodos de guerras passadas, sendo riquíssima em histórias culturais.

Agora vamos falar de algo que interessa à todos, o custo. Pasmem, o custo de vida lá chega a ser de até 40% menor do que as grandes cidades da Europa. Claro, não tem todo o glamour e opções de grandes cidades, mas quando o orçamento é baixo, isso tem que ser levado em consideração.

E também, não podemos esquecer que fica na Europa, e viajar para outros países tem um custo bem inferior do que estamos acostumados aqui no Brasil!

Você já tinha ouvido falar de Malta? Eu adorei! Conta pra gente o que você achou.

Um beijo e até quinta.