“Primeiro deixe de molho por algumas horas, não muitas. Lave com metade da potência da máquina, use 1/3 do copinho do amaciante.” Esta é a singela descrição da página Rabiscos de 1/3 de Vida recheada de histórias transcritas em desenhos. Divertidos, coloridos e que nos despertam a eterna curiosidade pela junção entre o cotidiano e o imaginário, feitos por um paulistano de 23 anos cheio de sonhos.

Marcel Nunes vive em São Paulo e é apaixonado por desenhar desde criança. O seu passatempo tem dominado o seu tempo, tanto que passou a expor seus personagens e historinhas por aí. Não é por nada, né? As ilustrações são lindas e nos fazem pensar sobre tudo o que está a nossa volta.

Para se inspirar, Marcel contou ao Cabide Colorido que ultimamente tem pego nomes de músicas, com nome de pessoas e usado isto como ideia referencial para construir o personagem dito na música e fazer isso como inspiração livre. “Sempre gostei de animação, desenhos e toda essa coisa meio nonsense, meio freak, acho legal botar pra fora umas coisas que penso, talvez nem com tanta perfeição, pois não desenvolvi tanto o hábito de desenhar e ilustrar, mas acredito foi por ter muito contato com desenhos e quadrinhos, criou uma admiração imensa por essa gente e pelas coisas que fazem”.

Quer conhecer mais? Acessa o Tumblr e curte o Facebook (:

Beijos,

Cris

 

Quem nunca teve pesadelos com o boneco do Fofão, fez bola com chiclete de banana Babaloo ou colecionou latinhas de Coca-Cola pra trocar por um iô-iô? Quem nunca brincou de cubo-mágico, mola-maluca e colecionou álbum de figurinhas? Ou melhor, quem nunca cruzou os dedos pra ganhar na raspadinha?

Que atire a primeira bala, quem nunca engoliu uma inteira! E pior, se fosse a bala Soft, tinha “chance” de você morrer na hora. Era o que diziam…

c2

Mas bom mesmo era a bolacha recheada da Fominhas, ou aquele chiclete Bolin Bola ou o Pericoptero, que era famoso porque vinha com uma hélice de plástico que fazia o pirulito voar. Enquanto isso, o guarda-chuva de chocolate, Jesus! Até hoje eu me pergunto como ele fez tanto sucesso! Rsrsrs

c3

São tantas lembranças da infância, tanta coisa boa. Tantos momentos vividos, que hoje são só saudade!

Como por exemplo, aquela camisa de uniforme, que a turma inteira assinou no último dia de aula. Acreditem, eu tenho a minha até hoje. Ou aquele caderno de perguntas, que carregava confissões ultra secretas de quem o menino fofo da escola gostava. Sem contar, no alfabeto que a gente criava, onde cada letra tinha um código, que era para ninguém conseguir ler os nossos segredos escritos na agenda. (Alguém por acaso sabe me dizer o que significa isso > <3*<3 ?) hahaha

c6

Mas quem nunca, né minha gente?

Quem nunca encapou os livros com papel contact, gravou musicas do rádio em fita K7, deu um chiclete que pinta a língua para alguém, jogou ovo e farinha em quem fez aniversário ou batizou o tênis novinho do seu amigo do colégio? Quem nunca se emocionou assistindo Ursinhos Carinhosos, sabia de cor e salteado a programação do Cartoon Network, assistiu a todos os episódios do nosso querido Chaves, ou sonhou em se aventurar no reino encantado da Narizinho?

c17

Quem nunca quis ser Paquita do Show da XUXA? Rss

C4

“O que que há velhinho?” foi umas das frases mais marcantes dos baixinhos, enquanto “É com você Lombardi” anunciava a chegada do domingo a noite.

C11

Aposto que você sabia a letra e a coreografia da dança do passarinho, enquanto colecionava gibis da Turma da Mônica e sonhava em ser como as garotas da Capa da Capricho.

c54

Lembra do Vai e Vem, aquele brinquedo inútil que você ficava jogando uma bola presa em duas cordas, de um lado para o outro? E da Fofolete, aquela bonequinha da sorte que cabia facilmente numa caixinha de fósforos? Mas ok, legal mesmo era brincar de elástico ou jogar Super Trunfo.

Amarelinha também era um dos meus favoritos, mas confesso que não via a hora de chegar no céu para poder pisar com os dois pés no chão. Era um alívio!

c12

E do Atari, alguém lembra?

c13

Entre um jogo e outro, também tinha o STOP, mas sempre que caia a letra D, era só alguém colocar dragão ou dinossauro pra briga começar. Enquanto isso, tinha os mais espertinhos que se aproveitavam de uma brincadeira para dar logo o primeiro beijo na salada mista. Mas se o assunto fosse a brincadeira do copo, todo mundo voltava a ser criança e ia correndo pra casa, com medo de brincar!

c14

Na minha época, tinha uma coisa bem parecida com o iPhone, mas ele era chamado de Traço Mágico. Era possível desenhar pela tela e se o desenho ficasse feio era só apertar um botão e começar tudo de novo.

c15Mas sinceramente? Foram tantas as coisas que marcaram minha infância… Não sei se foi a minha cara de surpresa ao ouvir uma música no walkman pela primeira vez ou então a minha cara de feliz com a minha primeira bicicleta Caloi.

Ah, sem contar nos vestidos trapézio, na saia de prega ou nas melissas com meia colorida, que minha mãe insistia em colocar em mim. Rsrrss

Mlelissa

Saudades, é tudo o que eu tenho a dizer. Eu sinto, você sente e tenho certeza que as crianças que hoje comemoram este dia, também irão sentir.

c5

Mas e você, idolatrou os menudos ou zombava da cara deles? Não se reprima, pode admitir! HAHAHA

Beijos

Hey! Aqui no Sul costuma ser muito frio no Outuno e Inverno, e muito quente no verão! Muito, muito quente mesmo gente. Essa semana, mesmo ainda sendo Primavera, as temperaturas subiram, dando aquela vontade louca de se jogar com as amigas para a praia e aproveitar o amigo-sol. Sabe?

tumblr_m2i8jaVijb1r2qlbro1_1280_large

Eu sou mega suspeita em falar, porque tenho um caso sério e super assumido com o verão. Mas além desse clima quente e gostoso, da sensação de férias, das pessoas bronzeadas e do clima tropical, o que eu curto muito é o estilo Surf Music!

Vou compartilhar com vocês algumas das minhas músicas e cantores preferidos.

Vale super a pena ir mais além da playlist, e pesquisar cada um deles. O tanto de música boa é sem tamanho!

Dá o play, e seja feliz!

Não coma entre as refeições, mas se alimente a cada três horas. Trabalhe um terço do seu dia, faça exercícios regularmente, leia mais livros, mantenha-se informado, nunca pare de estudar. Troque seu carro anualmente, você precisa de um celular novo, seu anti-vírus está desatualizado. Faça check-ups duas vezes ao ano, pague plano de saúde, seguro de vida, IPTU, IPVA e outros impostos que você nem sabe que paga, nem pra que servem. Trabalhe, ganhe, perca. Inspire, respire e, se der tempo, suspire. Se. Se der tempo, faça uma viagem. Se sobrar um espaço na agenda, tire um dia pra você. O prazer é um luxo e deve ser racionalizado para os momentos de desespero, quando o peso da rotina ficar insuportável.

Essas regras não servem pra mim. Não tenho vocação pra bailarina, tenho fobia de linha reta, tenho o corpo livre, o espírito solto, sou do mundo, das pessoas, das conquistas, das novidades, vou construindo fatos e lembranças nas esquinas. A vida que tem lá fora gritou e eu não ouvi. Agora me movo a passos curtos, ziguezagueando por entre mudas de flores recentes que querem ser botão. Eu quero ser flor: quero terra viva que se mova e me faça mover.

Olha, eu acho mesmo é que falta coragem. E tempo. Tempo de olhar em volta e coragem de bater de frente. Quando foi a última vez que você tomou banho de chuva sem se preocupar com o celular no bolso, os cartões do banco, a chapinha, o sapato que não pode molhar? As pessoas têm que se permitir. Aprender o atraso, o olhar em volta. Mudar o caminho de todos os dias e se perder no seu próprio bairro. É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta.

Texto: Verônica Heiss

Eu tentei prometer pra mim mesma que não falaria sobre isso aqui no blog. Quem me acompanha no Instagram, sabe que eu tento levar uma vida fitness, com fugidinhas para um doce de vez em quando, e eu adoro isso! A atividade física além de me dar uma resistência incrível, me ajuda muito internamente, me deixa disposta e pronta para um novo dia (eu treino das 06:30 as 08:00h da manhã).

tumblr_lic8a6nBzF1qi9zrwo1_500_largeDepois de muitas amigas e conhecidas terem me falado coisas do tipo:”me inspirei em você e comecei a academia“, eu precisava compartilhar com vocês quão bom é essa nova vida e como ela pode te deixar melhor!!

Mas, quando levanto esse assunto de manter uma vida com atividades físicas, dieta e tudo mais, sei que não sou a única a falar disso. Me deixa feliz e triste ao mesmo tempo a popularidade que este assunto vem tendo com o passar dos dias. É muito legal todo mundo cuidando de sua saúde e do seu corpo, mas me entristece ver pessoas reféns disso.

Gente, da pra ser saudável desde o tempo da sua avó, desde sempre! Não é porque a maioria das pessoas estão com seus #projetosverão ativos que você precisa fazer o mesmo. Faz o que te faz bem!

tumblr_m8xg3gn6qq1qmp60fo1_1280Hoje em dia as pessoas tem uma liberdade incrível de expressar o que gostam, fazem, sentem.. E se 100 pessoas da sua timeline estão no projeto fitness e querem evangelizar todo mundo de uma forma idiota, seja você a 1 pessoa a dizer “sou feliz com meu corpo!

Mais do que acordar cedo e seguir uma dieta, você só é feliz se faz o que gosta.

Beijinhos,
Michelle