“Um dia aprendi que sonhos existem para tornar-se realidade. E, desde aquele dia, já não durmo pra descansar. Simplesmente durmo pra sonhar.” Walt Disney

disney-cabide-colorido

Nas férias de Julho, ganhei de presente de aniversário a viagem mais incrível que já fiz (até hoje). Passei 12 noites em Orlando, nos EUA, e vocês já podem imaginar o que fui fazer lá, não é?

Fui ao Bush Gardens, Magic Kindgom, Animal Kingdom, Universal Studios, Hollywood Studios, Sea World, Epcot… Sem falar em todos os tours de compras por shopping e outlets. Os simuladores em 3D e 4D são incríveis, os parques são verdadeiros sonhos e ainda me custa acreditar que as montanhas russas são maravilhosas daquele jeito. As pessoas são extremamente acolhedoras e a sensação de queda na Sheikra e na Tower of Terror são duas coisas que eu nunca vou esquecer.

Enfim, aqui vai a lista dos três parques que todo mundo deve conhecer quando for lá:

1 – Disney’s Magic Kingdom

Disney-Magic-Kingdom-cabide-colorido

Esse foi o primeiro parque de todo o complexo Disney, e não há como ir até lá e não conhecê-lo. Precisamos usar dois dias para ver a maior parte do parque, e foi impossível andar nele todo. A parada dos personagens + show de fogos é inesquecível, sem falar na emoção de conhecer o Mickey e ver os personagens!

2 – Universal Studios

Universal-Studios-cabide-colorido

O Universal não faz parte dos complexos da Disney, mas isso não o torna menos importante! Também fomos dois dias nesse parque, mas voltaria lá quantas vezes fossem necessárias (lógico!). Almocei no Hard Rock em um dia e no outro, no Krusty Burguer (aquele restaurante de “Os Simpsons”!). Sem falar dos brinquedos – um mais incrível que o outro. Principalmente os simuladores! A primeira coisa que me vem a cabeça: parque do Harry Potter! O parque em si, é incrível! Vou confessar pra vocês que nunca assisti a um filme inteiro e também nunca li um só livro (não me matem!), mas o lugar faz ter vontade de ser fã número um. Ah, pra quem gosta, o simulador dentro do castelo é incrível, mas preparem-se pra levar vários sustos!

3 – Hollywood Studios

Hollywood-Studios-cabide-colorido

No Hollywood tem a “Tower of Terror”, aquele elevador que sobe 13 andares e despenca. Sem dúvidas, a sensação mais incrível de adrenalina que já senti na vida (e amei). Sem falar na montanha russa do Aerosmith: você vai ouvindo músicas deles e assim que o carrinho começa, sua velocidade vai de 0 à 100 km/h em 3 segundos, acreditem.

Tudo lá é incrível, acreditem. Só senti falta da comida de casa! Outro parque que voltaria com toda certeza é o Bush Gardens: só tem montanha russa! Como eu disse ali em cima, nunca vou me esquecer da Sheikra: algumas subidas e decidas e pra finalizar, uma queda de 90º! Cada brinquedo tem sua característica própria, o que faz não se cansar de nada! Os “Splashs” são ótimos no calor: o carrinho passeia e você se molha (muito!), afinal, em Julho, aguentar um calor de mais de 40º não é fácil não!

No próximo post eu conto um pouquinho mais da minha experiência por lá!

Beijo,
Júlia Rodrigues

 

Sentada na calçada que circula o Estádio do Morumbi já conseguia sentir a energia do que me esperava dali a algumas horas. Eram 50 mil pessoas aguardando ansiosamente com os olhos brilhando, música na ponta da língua e ingressos na mão. Já está fazendo uma semana desde que a Beyoncé passou por São Paulo e a voz dela ainda ecoa em minha mente.

Mesmo lá de longe, foi incrível! Ela é toda a diva que falam e mais um pouco. O vozeirão, a maravilhosidade, a coreografia impecável e a humildade são infinitos. Merece tudo o que conquistou! Ao entrar no estádio a emoção já me tomou. Afinal, eu nunca tinha entrado num estádio e não tinha ideia da real grandeza do local. Durante a abertura o público que tomava a arquibancada fez a ola e arrepiou um pouquinho de tudo aquilo que ainda vinha pela frente. Dá pra imaginar a sensação de quando a própria Beyoncé entrou no palco? Indescritível.

Love On Top foi uma das minhas apresentações prediletas. Assiste um pouquinho e se emocione também :)

Quem nunca foi ao show de seu artista favorito saiba que vale a pena todo o esforço. As horas de viagem, madrugar na fila, conhecer outros fãs que dividem a mesma paixão e cantarolar cada sílaba com seu ídolo. Não tem preço que pague por esta experiência.

Beijos,
Cris

Banoffe é uma das minhas tortas preferidas no mundo todo! Amo misturar o doce de leite, biscoitos e banana..poderia comer todo dia de sobremesa ou no café da tarde com um cafézinho quente para esquentar o coração! Vem aprender a fazer:

1044659_486521308082672_1567638074_n

Foto: Pedro Schmitt

Ingredientes:

Massa:
200g de manteiga em temperatura ambiente
1 pacote de bolacha Maisena
2 ovos
Recheio
250g de doce de leite firme
6 bananas caturras
2 potes pequenos de nata
Canela em pó a gosto

Modo de Preparo:

Misture a bolacha Maisena com a manteiga até formar uma massinha homogênia e que dê pra forrar a forma. Asse por 12 minutos em temperatura média. Tire a massa do forno e espere esfriar. Depois de fria, coloque o doce de leite e por cima corte as bananas em rodelas. Leve a geladeira.

A nata deve estar gelada quando você batê-las na batedeira até pegar o ponto de chantilly. Adicione o chantilly por cima da torta e decore com canela polvilhada. Leve a geladeira por pelo menos mais 5 horas e delicie-se!

Espero que tenham gostado do vídeo.
Deem um joinha e inscrevam-se no nosso canal, tá? <3

Beijo, amo vocês!

Ora pois, já estou longe de casa há mais de uma semana. Milhas e milhas distantes de todos que eu amo (pois é, Blitz foi a trilha sonora desses primeiros dias aqui). A vida aqui começa a “normalizar”, as aulas começaram, já conheço bastante gente e tô fazendo até umas tarefas domésticas (sim mãe, olha isso!!!!!!!!!).

Mas enfim, essa parte toda é chata, o que quero mostrar para vocês é um pouco da “minha” cidade, Braga. É um lugar lindo, vale a pena conhecer. É uma das cidades mais antigas de Portugal, mas ao mesmo tempo é a capital da juventude, isso devido aos estudantes Erasmus que chegam à cidade todos os semestres para estudar, viajar, conviver e festejar!

Dois dos lugares mais bonitos aqui são o centro histórico, com as inúmeras igrejas (quase uma por rua) e um estilo antigo que lembra o interior de Minas (alô leitoras Mineirinhas), e o santuário Bom Jesus do Monte, que fica em um morro e tem uma vista incrível, principalmente no final do dia. O bom da cidade é que ela não é grande, a gente pode andar praticamente todo o espaço que interessa a pé.

Separei algumas fotos, olha só:

braga-portugal-cabide-colorido

Rua da Liberdade, ou Rua das Flores.

braga-portugal-cabide-colorido2

Jardim de Santa Bárbara, um dos lugares mais lindos e inspiradores da cidade.

braga-portugal-cabide-colorido4

braga-portugal-cabide-colorido5

Bom Jesus do Monte, a igreja tem muuuuitos degraus, além de ficar em um morro. Cansativo, mas lindo!

Por hoje é só, ainda pretendo descobrir muitos outros lugares por aqui, tenho tempo de sobra. Conto tudo pra vocês!

Depois de muito arrumar e bagunçar a mala tive que ponderar a respeito do que eu ia levar. Afinal, só posso levar 32kgs de bagagem em cada uma. Resolvi vender tudo, que eu achava que não ia precisar. Roupas, sapatos, esmaltes (a coleção tinha mais de 300) acessórios, tudo que com minha nova fase de vida eu poderia renovar. Consegui esvaziar o armário (bom, quase) e ainda juntar alguns dólares para gastar na minha aventura.

bagage

Mas o que realmente estava pesando, não era a mala com minhas roupas preferidas, alguns livros e lembranças dos amigos. Era o coração. Pesando, por estar indeciso pelo que ia ficar e o que ia levar.

Passei por dias de choro e tristeza. Eu escolhi me aventurar e parte das pessoas que estavam ao meu redor e eu considerava, agiram com tamanho descaso, que até me desanimou (por alguns dias, já passou) . Escolhi ir atrás do meu sonho, não vou tirar férias, vou viver “an american life” e estou muito feliz. O que me desanimou foi ver que alguns que eu inclui em minha bagagem não compartilhavam da mesma alegria. Mas sempre tem, né?! Aquele que consideramos amigos e pretendemos mandar postais amorosos, mas a pessoa não te manda nem SMS.

Ouvi muito: “Você não vai conseguir” e “Nossa, você é louca” e eu digo: Conseguirei sim e estou levando comigo aqueles que me apoiam. Minha mala não está mais pesada, pois, os que acrescentam felicidade e paz, não pesam nada em nossos corações. Pelo contrário, estes valem muito amor, carinho, dedicação e tooooodo nosso esforço.

Pude perceber quem realmente conta comigo e vai sentir minha falta. E em quem eu vou pensar quando estiver visitando a Times Square e a Estátua da Liberdade. Esses são os que farão parte da minha bagagem!

São poucos que escreverão cartas para você, mas esses significam muito e são verdadeiros, como os outros que não se preocupam em estar ao seu lado nunca vão ser.