Sempre falo, não importa quanto tempo você for passar no exterior, é importante ter um seguro viagem!

Infelizmente coisas ruins podem acontecer em qualquer lugar, por isso é importante você estar assegurado e tranquilo durante a sua viagem Por este motivo, venho indicar o seguro de viagens que eu sempre uso e adoro: EASY SEGUROS VIAGEM.

Só ele tem atendimento 24h em português, onde você estiver. O EASY cuida de viajantes em todos os continentes desde 1951, e conta com a OMINT, a melhor cobertura do mercado.

O EASY é super flexível e oferece coberturas diferentes para cada etapa da vida e para cada um dos seus objetivos. Há coberturas para gestantes, planos especiais para viajantes de até 80 anos e cobertura adicional para a prática de esportes.

Dependendo do país que você for viajar, será necessário escolher um pacote específico de seguro. Na Europa por exemplo, desde 1985 para fazer qualquer viagem por lá você precisa de uma assistência viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros.  Isso foi colocado como regra graças ao acordo de Shengen, assinado por países como: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça. Esse é o mesmo tratado que faz com que a apresentação do passaporte nas fronteiras desses países não seja obrigatória.

Já nos Estados Unidos o indicado é viajar com uma assistência viagem com cobertura mínima de 50 mil dólares, isso porque o sistema de saúde por lá é beeem caro e qualquer procedimento costuma custar uma fortuna. Eu mesma já morei por lá e por conta de uma dorzinha de garganta a conta do hospital deu super alta.

Então se você tem uma viagem marcada, o mais legal vem agora: Você pode contar com o melhor seguro de viagem do Brasil com uma condição especial de 15% de desconto.

Para ativar seu desconto é muito fácil: é só entrar no EASYSEGUROVIAGEM.COM.BR, e incluir o meu código: CABIDE15OFF. Aí é só escolher o plano ideal para você e pronto: partiu viajar com toda a segurança que você merece.

Essa foi a dica de hoje. Na hora de viajar, faça como eu: vá tranquilo. Vá com EASY.

A gente sabe sobre o surto de febre amarela que aos poucos está se espalhando pela região Sudeste e outros cinco estados do país. Não é apenas para quem está em áreas de risco o dever de ser vacinado contra a doença, mas também quem viajará para fora do Brasil nos próximos meses, dependendo do país a ser visitado. A apresentação do certificado que comprova a prevenção já é obrigatória em mais de 100 destinos ao redor do mundo e, com o alerta, a lista não para de crescer, como o Paraguai, que aderiu à regra em fevereiro. Eu fui pro Peru em 2017 e tive que tomar a dose completa, retirar o certificado e apresentar ao entrar no país.

É essencial se informar sobre as exigências dos países com relação à saúde, ok? Nesse momento de cuidados em relação à febre amarela, o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia) merece ainda mais atenção. Não ter o documento, que confirma a vacinação contra esta e outras doenças, pode impedir que brasileiros pisem em território estrangeiro. Cada país tem suas restrições específicas e o ideal é que o viajante consulte o site da Anvisa, onde elas estão listadas. É bom ficar atento, pois, com o recente surto, países que antes não exigiam o documento passaram a pedir, como Paraguai, Panamá, Nicarágua, Venezuela, Costa Rica, Equador e Cuba. Para emitir o certificado, é necessário agendar um horário no órgão e levar carteira de vacinação e um documento de identificação. Ainda, é bom lembrar que a OMS (Organização Mundial de Saúde) obriga que se tome a dose única integral da vacina, não a fracionada, e que o efeito passa a valer depois de 10 dias. Para solicitar a dose única, caso o posto de saúde esteja dando apenas a fracionada, é só levar sua passagem comprada, e informar que é por conta da viagem.

Falando em viagem, acidentes e outras coisas ruins podem acontecer em qualquer lugar, mas quando se está fora do país é mais complicado lidar com as dificuldades burocráticas e financeiras. Uma boa saída é fazer um seguro viagem, que pode cobrir desde assistência médica hospitalar até indenização em caso de bagagem extraviada. O preço do serviço – que engloba também seguro de vida, repatriação, assistência odontológica e farmácia – varia conforme os limites de coberturas.

Eu sempre recomendo o mesmo Seguro de Viagem: EASY SEGURO DE VIAGEM, e você ainda ganha desconto de 15% no SEGURO VIAGEM com o código CABIDE15OFF no site www.easyseguroviagem.com.br

Espero que você tenha gostado das dicas de hoje!

Um beijo.